Therasuit reduz a fraqueza muscular nos casos de paralisia cerebral

Therasuit reduz a fraqueza muscular nos casos de paralisia cerebral

As crianças portadoras de paralisia cerebral, até mesmo as espásticas, apresentam algum grau de fraqueza muscular. Um músculo hipertônico não é necessariamente um músculo forte, e de acordo com a gravidade da lesão e da ausência de estímulos, essa fraqueza pode ser mais acentuada levando a desordens posturais, encurtamentos e deformidades ósseas.

A fraqueza muscular na Paralisia Cerebral

Geralmente nas crianças sem lesão de sistema nervoso central, os músculos estabilizadores (biarticulares) são formados predominantemente de fibras vermelhas. No caso das crianças com paralisia cerebral, devido à falta de mobilidade e a pouca atividade muscular, ocorre a conversão de fibras vermelhas em fibras brancas.

Sendo a maioria dos músculos estabilizadores formados por fibras brancas eles não serão capazes de manter a postura contra a ação da gravidade.

Fortalecimento muscular através do método Therasuit

O Método Therasuit, tem como principal objetivo o ganho de força muscular (substituição de fibras brancas por vermelhas) e por meio dele atingir objetivos secundários como estabilização postural, ganhos na aprendizagem motora, equilíbrio, coordenação motora entre outros.

É de fundamental importância o ganho de força muscular no tratamento de crianças com paralisia cerebral. Uma musculatura forte gera padrões de movimentos com amplitudes maiores, melhora o alinhamento postural e o sinergismo muscular durante uma ação.

Durante o tratamento Therasuit, o fortalecimento muscular começa na maioria das vezes de forma passiva, e através de inputs sensoriais profundos vai ensinando o cérebro a função de cada músculo, seguindo de forma progressiva, até o movimento ativo com número de repetições aumentando dia a dia.

Estudos revelam que as crianças obtém em média um ganho de 30% de força muscular. Conheça o Método Therasuit

São trabalhados músculos de forma isolada, sendo assim, toda a força gerada é transmitida para aquela ação específica. Movimentos excêntricos, de forma lenta garantem uma maior ativação das fibras musculares. Depois de realizado o treino de fortalecimento na gaiola, com a utilização de polias, o treino de força pode ter continuidade no Spider, associado a funções específicas.

email

Deixe seu depoimento ou comentário. Sua opinião é muito importante!